Inserção no início do arquivo com ‘sed’

incluir_sed-1_abertura

Bem. para inserir conteúdo no final de um arquivo já existente basta redirecioná-lo utilizando o “>>”, isto é, utilizar comandos como «echo “mensagem” >> arquivo1» ou então «cat arquivo2 >> arquivo1» para realizar a tarefa. Mas como fazer o oposto? Isto é, inserir conteúdo no início sem necessariamente criar um arquivo intermediário no processo? Uma maneira de fazê-lo é utilizando o sed.

Continuar lendo

Anúncios

Utilizando o Vim – parte 2

vim-2_abertura.png

Se a primeira parte consistiu basicamente de um guia sobre como não passar vergonha com o Vim, esta aqui será sobre como utilizar os recursos do editor para se economizar tempo, seja deixando-o cuidar da indentação do código, pesquisando e substituindo automaticamente sequências de texto, ocultando partes para evitar distrações e, claro, editando diversos arquivos simultaneamente.

Continuar lendo

Utilizando o Vim – parte 1

vim-1_tela-inicial

O Vim é um editor de textos clone do VI e disponível (quase que por padrão) em todas as distribuições de Linux, BSD, outros sistemas baseados em UNIX (como macOS X, Solaris etc) ou mesmo nos “não baseados” como é o caso do OpenVMS e de seu “filhote”, o Windows.

Com operação baseada em combinações  de teclas e/ou digitação em linha de comandos ele pode parecer complicado e sem recursos para quem está habituado com editores com menus, ícones etc. Mas o Vim é um editor poderoso, customizável e este aqui é “mais um tutorial” com o mínimo necessário para usá-lo.

E nesta primeira parte, o básico para se editar um documento sem precisar usar o mouse do terminal gráfico… 🙂

Continuar lendo

Um “crontab” mais simples

crontab-1_abertura.png

Bem resumido… cada linha do “crontab” é composta por seis campos. Os cinco primeiros representam, respectivamente, “minuto” (0-59), “hora” (0-23), “dia do mês” (1-31), “mês” (1-12) e “dia da semana” (0-7)¹; o sexto campo é o comando a ser agendado. E nas definições de hora, minuto, dia etc você pode usar “-” para indica uma faixa de valores, o “,” para elencá-los individualmente ou então utilizar”*” para representar todos os valores possíveis.

Mas se você é assim como eu e nunca lembra direito da ordem dos cinco primeiros campos, há um conjunto de atalhos² que ajudam a simplificar um pouco o agendamento de tarefas.

(¹) Você pode usar 0 ou 7 para representar o domingo.

Continuar lendo

Pacotes no Cygwin

cygwin_setup

Conhece o Cygwin? Ele permite criar um ambiente UNIX-like dentro de uma instalação de Windows. Ou seja, ele cria uma camada de emulação que provê as chamadas necessárias do padrão POSIX para que programas de UNIX sejam executados sem alterações de dentro do sistema operacional da Microsoft. É muito prático para manter um conjunto uniforme de ferramentas de administração nos servidores ou, daí o motivo que inicialmente me levou a ele, fugir do putty.exe!

Que me perdoem os fãs/usuários do programa mas com ele não dá pra fazer:

$ ssh user1@host1 'df -h' > host1-free.txt

Continuar lendo