Usando o Consul – parte 4

consul-4_abertura

Relembrando que na primeira parte foi feita uma rápida apresentação da ferramenta, na segunda foram criadas as máquinas virtuais e configurado um cluster e na terceira¹ acrescentada criptografia e também verificações a ele.

Nesta última parte é a vez de usar o repositório de dados do Consul mas antesé bom cuidar de algumas “pontas soltas”.

(¹) Foi corrigido um bug no script de inicialização que eu montei para o Consul. Em determinadas situações ele não criava o arquivo “/run/consul.pid” do modo correto, daí o serviço era iniciado normalmente mas ficava impossível terminá-lo a partir dele.

Continuar lendo

Usando o Consul – parte 3

consul-3_ui

Após a segunda parte temos um cluster montado com a ajuda do Vagrant, composto de quatro máquinas virtuais (ou nós) e com um serviço (web, usando o Lighttpd) configurado. Já é o suficiente para permitir a descoberta de serviços, mas ainda falta alguma coisa. Nesta parte serão feitos alguns ajustes nos nós do cluster como adição de criptografia (que será feita em lote através do Vagrant), inclusão das verificações (health checks) e, claro, a ativação da interface web para facilitar algumas tarefas.

Continuar lendo

Usando o Consul – parte 1

consul-1_abertura

Particularmente eu acho muito interessantes as ferramentas da HashiCorp, tanto que até Já escrevi alguma coisa sobre duas delas — Packer e Vagrant. Agora é vez da acrescentar o¹ Consul na lista.

E no ecossistema da HashiCorp ela é a ferramenta responsável pela descoberta, autoconfiguração e monitoramento de serviços… Quê?

(¹) Sei que deveria escrever “a Consul” pois o gênero é feminino (é a ferramenta) mas por outro lado é uma palavra na língua portuguesa de gênero masculino (é o Cônsul). Então, para não dar um nó na cabeça de ninguém usarei de “o Consul” — em todo caso é por ser o programa… 🙂

Continuar lendo

Introdução ao Packer

Packer-1_abertura

A partir do Vagrant é possível baixar a imagem de uma máquina virtual já pronta, criar uma versão customizada dela utilizando o vagrant package e até disponibilizá-la publicamente através do Atllas. Mas como fazer para criar uma box a partir do zero? É aqui que entra uma outra ferramenta da HashiCorp, o Packer. Que junto com o Vagrant compõe alguns dos ingredientes da ração para cachorro que eles produzem e consomem por lá.

Continuar lendo