Limitação de recursos com o cgroups – parte 1

cgroups-1_abertura.png

Os control groups — ou cgroups para encurtar — foram criados em 2006 por Paul Menage e Rohit Seth, integram o Linux desde a versão 2.6.4 (janeiro de 2008) e de forma bem simplificada consistem em um mecanismo que se encarrega de limitar, contabilizar e isolar recursos do sistema. Junto com o Linux Namespaces compõe a infraestrutura que implementa os contêineres neste sistema operacional.

Mas os cgroups não são de uso exclusivo dos contêineres e é possível utilizá-los para limitar e isolar os recursos do sistema também para os processos na “máquina física” e nesta primeira parte: processador.

ATENÇÃO — Após a publicação corrigi a concordância no texto já que cgroups está no plural e não no singular.

Continuar lendo

NetBSD no Raspberry Pi

NetBSD_RPi_screenshot

O NetBSD é um sistema operacional “Unix-like” de código aberto e altamente portável que é executado numa miríade de equipamentos que vão de minicomputadores VAX da Digital Compaq HP até dispositivos portáteis como os Zaurus da Sharp em um total de 57 plataformas diferentes.

Of course that Raspberry Pi runs NetBSD too! Foi a partir da versão 6 (10/2012) que ele passou a ser suportado e na versão 7 (10/2015) o suporte foi ampliado incluindo até mesmo o Raspberry Pi2.

Continuar lendo

Linux de 20 anos

linux20_capa

Para encerrar o mês, algo que é pura “nostalgia autobiográfica”, uma espécie de comemoração, em 2015, dos meus vinte anos utilizando GNU/Linux (nestas ocasiões usamos seu nome completo) instalando as três distribuições da minha edição de novembro de 1995 da LINUX Develper’s Resource da InfoMagic para matar a saudade.

Aliás, isto aqui deveria ser publicado no Retrocomputaria Plus mas como costumamos dizer, “está fora do ponto de corte” 🙂

Continuar lendo