Hoje não tem publicação nova!

ops

Pois é, hoje não haverá publicação nova aqui neste blog. Mas isto não é motivo para deixar de trazer algo interessante!

Por exemplo, a ideia de Dan Walsh para explicar como funcionam as políticas do SELinux no formato de um livro para colorir. Daí é imprimir, pegar uma caixa de lápis de cor (giz de cera, canetinha etc), ler o conteúdo, pintar as ilustrações e, no final, parar de desabilitar o recurso em cada nova instalação de RHEL/CentOS ou Fedora. 🙂

Testando RPi1/2/3 em um Power Bank

powerbank-1_abertura

Esta é uma experiência bem simples e que fiz já há algum tempo mas que (a quase tanto tempo quanto) fiquei enrolando de publicar e que surgiu da minha curiosidade em saber se um Power Bank poderia ser usado para alimentar um Raspberry Pi — algo que parecia ser possível em teoria — e de quanto seria o tempo de autonomia.

Assim resolvi testar cada um dos três raspberries que tenho com um dos modelos mais simples¹ de Power Bank.

(¹) As informações sobre a capacidade dele são desencontradas e vão de 1800mAh até 2600mAh, logo considerarei o valor menor.

Continuar lendo

Screenshot do dia…

techlinux-sshot

A data é 28 de outubro de 2000, a distribuição é a versão 1.0a da TechLinux. O hardware era um computador atípico com processador MII da Cyrix rodando a 300MHz, 80MiB  de RAM (64MiB+16MiB), disco rígido de 4GiB, controladora SCSI e uma placa mãe* bastante fora do comum.

Para quem não lembrar, a Techlinux era baseada em Mandrake, foi produzida pela Tech Informática e contou com três versões: 1.0 em 10/2000, a 2.0 em 07/2001 e a 3.0 em 03/2002.

(*) Não recordo o modelo e nem fabricante mas: o vídeo era embutido era PCI e só era desligado por jumper; dois conectores para fontes, um AT e outro ATX; slots para placas PCI e ISA e, aumentando a esquisitice, suporte para memória DIM e SIMM — aliás, a razão dos 80MiB de RAM… 🙂

Screenshot do dia…

gtkoffice

A data do arquivo é 4 de janeiro de 2003, a distribuição é versão 3.0 da Debian (“Woody”) e na tela, junto da versão 1.4 do Gnome, está a versão 1.0.1¹ do OpenOffice.org — a primeira localizada para o português brasileiro — já começando a mimetização com o ambiente do usuário.

(¹) Esta versão foi lançada no mês de julho do ano anterior.

Screenshot do dia…

Hardinfo_ppc

Encontrei esta imagem e ela ajuda a corroborar com a datação feita na primeira publicação desta “série” — estimei entre a segunda metade de 2003 e a primeira de 2004, viram só, não foi chute. A data é 27 de julho de 2003, a distribuição a versão 3.x (“Sirius”) da Yellow Dog Linux, o hardware é em um iBook (modelo M8602LL/A) e o programa em execução é a versão 0.3.6 do HardInfo — justamente, desta vez está tudo na tela! 🙂