Inicializando com Linux em USB no MacBook

enterprise1_abertura

Quem tem um MacBook¹ sabe da frustração de não conseguir inicializá-lo normalmente em Linux a partir de dispositivos USB e tendo de recorrer à alguma mídia óptica — de preferência as regraváveis. Depois de tentar sem sucesso diversos tutoriais e ferramentas até já tinha desistido quando, por acidente, uma publicação sobre a disponibilização do PIXEL para computadores no blog do Raspberry Pi mostrou a solução para o problema.

(¹) Não só o MacBook mas com certeza qualquer outro computador com processador Intel fabricado pela Apple.

Instalando o Enterprise

Nada de TL;DR desta vez, nada de explicar sobre a inicialização dos computadores, sobre como a BIOS começava a iniciar seu computador do século XXI tal qual o IBM 5150 fazia em 1981, como o EFI mudou tudo isto e como cada fabricante de hardware introduziu certas “facilidades” que “ajudaram” bastante a vida do usuário. 😀

Sendo assim:

  1. Baixe o Enterprise EFI Linux Loader e deixe reservado.
  2. Formate seu dispositivo USB em FAT32 e crie nele um diretório chamado “efi” e dentro deste um outro chamado “boot” — Ou seja:
    $ cd «ponto de montagem do dispositivo»
    $ mkdir -p efi/boot
  3. Descompacte o Enterprise — você obterá três arquivos:
    $ ls Enterprise-0.4.0/
    boot.efi bootX64.efi Enterprise_Installation_Instructions
  4. Copie os arquivos “boot.efi” e “bootX64.efi” para o diretório “./efi/boot/” do dispositivo USB e a instalação está pronta.

Esta é a instalação básica, agora é transferir o sistema operacional e configurar o Enterprise para iniciá-lo corretamente.

Configuração do Enterprise

enterprise1_github

Para  demonstrar vou baixar o próprio PIXEL² para executar em um MacBook Core 2 Duo (MB404LL/A). Após baixar a imagem ISO copie-a para o dispositivo USB como “boot.iso”:

$ cp 2016-12-13-pixel-x86-jessie.iso «ponto de montagem do dispositivo»/efi/boot/boot.iso

O motivo desta manobra? Apesar do Enterprise ter um parâmetro iso no arquivo de configuração ele parece não funcionar muito bem e o findiso só parece se entender corretamente com o arquivo “boot.iso”.

Salve dentro do diretório “./efi/boot” do dispositivo USB o conteúdo abaixo com o nome de arquivo de “enterprise.cfg”.

Desmonte a unidade e a espete no MacBook (se for o caso), ligue e ao ouvir o som característico pressiona a tecla «Alt» — ou «Option» se você chama assim esta tecla — e aguardar até todos os dispositivos inicializáveis serem detectados. Então é selecioná-la usando as setas (ou o mouse) e pressionar «Enter» (ou clicar no ícone) e aguardar a carga do PIXEL.

(²) Também fiz testes com o Debian Live XFCE, OpenSUSE (somente o Network Installation) e até o Tails e com versões de 32-bit e 64-bit — algo que em teoria está travado no firmware do equipamento.

Finalizando

Para concluir, vale a pena a leitura do arquivo “Enterprise_Installation_Instructions”, ele contém informações importantes sobre os demais parâmetros e também sobre como habilitar a persistência dos dados utilizada, por exemplo, pelo Ubuntu para manter os arquivos e demais dados do usuário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s