Incrementando o Gedit

gedit-1_inicial

O Gedit é o editor de textos padrão nos ambientes Gnome, Mate (onde ele se chama Pluma) e Unity mas, apesar de sua simplicidade, ele está bem longe de ser considerado como uma espécie de “bloco de notas” com “realce de sintaxe“.

O motivo desta impressão talvez esteja no fato de que vários dos recursos dele ficam desligados por padrão mas basta ir em «Preferências do gedit» (em “Editar”→”Preferências”) e tentar algo assim:

gedit-234_preferencias

Ah sim, no pluma algumas opções estão organizadas de uma maneira diferente mas ainda assim estão todas por lá. E o resultado final será este (ou algo bem próximo):

gedit-5_final

Bem mais agradável e também um pouco mais funcional, não? E isto sem recorrer à quarta aba (a dos “Plugins”), mudar o fonte de caracteres ou habilitar a correção ortográfica!

Aliás, a troca do esquema de cores é opcional.


Errata:

Especificamente para quem programa em Python, ainda em «Preferências do gedit» faça:

gedit-3_errata

Habilitar a opção «Inserir espaços em vez de tabulações» que é algo vital vai evitar a ocorrência de mensagens como:

IndentationError: unindent does not match any outer indentation level

Em trechos que tecnicamente  parecem estar bem indentados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s